Pastor cria projeto de incentivo à música para jovens no Mirante

10:30 |



Por  em maio 12, 2017


Agnaldo Aparecido improvisou a garagem de sua casa para dar aulas de violão, teclado e bateria; cerca de 30 crianças e jovens participam do projeto
Por José Francisco Neto
Ao andar pela Rua Carmem Miranda, logo na entrada do bairro Mirante da Mata, em Cotia, é possível ouvir alguns sons de instrumentos musicais. Bateria, violão e teclado formam a harmonia que chama a atenção de quem passa pelo local. Todo esse efeito sonoro vem de um espaço bem pequeno, na verdade, uma garagem improvisada pelo Pastor Agnaldo Aparecido, que juntou uma galerinha do bairro para dar aulas de música.
- Pastor Agnaldo aprendeu a tocar violão "na raça", e hoje ensina crianças de sua comunidade (J. R. Neto)
– Pastor Agnaldo aprendeu a tocar violão “na raça”, e hoje ensina crianças de sua comunidade (J. R. Neto)
A garagem pertence a casa do próprio Pastor, que também é idealizador do Projeto Iprec, instituição que tem como objetivo apresentar ferramentas de transformação social para os jovens, principalmente.
Cerca de 30 crianças e jovens fazem aulas gratuitas de violão, teclado e bateria com o Pastor, que diz ter aprendido “tudo na raça.”
“Uma das coisas que eu percebi é que a teoria da música é muito chata, apesar de ser importante. A minha visão foi desenvolver um método no qual as pessoas, de qualquer idade, pudessem realmente tocar o instrumento. O aluno aprende tocando, seja o violão, seja o teclado. Nós vamos direto ao ponto”, explica.
Projeto musical funciona de segunda a quinta-feira, em todos os períodos(J.R. Neto)
Projeto musical funciona de segunda a quinta-feira, em todos os períodos(J.R. Neto)
Com esse método, Agnaldo acredita que o aluno se interesse mais pela música e desenvolva mais rápido o talento para tocar determinado instrumento. É o caso de Alana Ferreira, 21, que após duas aulas de teclado já se apresentou na Igreja.
“Eu não conhecia nada de teclado, fui aprendendo as notas e tudo mais. Na segunda aula, já estava tocando duas músicas. E no sábado passado toquei na Igreja. Eu não tinha condições de pagar uma aula e o interesse tinha nascido em mim, e eu fiquei sabendo do projeto aqui do pastor Agnaldo. Então eu o procurei e fiquei muito feliz. A meta agora é aprender sempre mais”, idealiza.
Acidente
Alguns projetos, como oficinas de artesanato e reciclagem de papel, já foram desenvolvidos por ele no Mirante, no início dos anos 2000. Mas por falta de sustentabilidade financeira o trabalho findou-se.
Gabriel é o mais novo baterista do projeto (J.R. Neto)
Gabriel é o mais novo baterista do projeto (J.R. Neto)
Em 2013, aconteceu um fato marcante na vida de Agnaldo, que iria trazê-lo de volta aos projetos. Foi após um acidente grave, que o deixou por um tempo impossibilitado de exercer qualquer atividade, que o pastor reergueu-se novamente.
“O pessoal vinha em casa para me visitar e falar sobre o Projeto. Aí começaram a me cobrar. Então eu vi a necessidade de ter novamente alguma atividade. Em 2014, iniciamos esse projeto, que é o Instituto Iprec, e montamos o estatuto. Em 2015, conseguimos CNPJ e então iniciamos”, explica.
Além
Agnaldo quer ir mais longe. Mais dois cômodos, na parte superior de sua casa, estão sendo construídos, aos poucos, para que seu Projeto aumente e atenda mais pessoas da comunidade.
“Queremos focar na parte profissional. Fazer cursos de Administração de Departamento Pessoal, cursos de Informática voltados para o mercado de trabalho […] isso para o jovem ter alguma vivência a respeito do que é um mundo corporativo, do que é uma empresa, uma responsabilidade que ele vai poder assumir futuramente”, detalha.
As aulas de música acontecem de segunda a quinta-feira, no período da manhã, da tarde e também da noite, com duas turmas. Crianças e jovens de qualquer faixa etária podem participar. Basta ir à Rua Carmem Miranda, 464, no bairro do Mirante da Mata para se inscrever.
Video Player
Redação

0 comentários:

Postar um comentário