Janot vê indícios de que Temer cometeu três crimes

16:38 |

Ueslei Marcelino/Reuters
Brazil's President Michel Temer speaks at the Planalto Palace in Brasilia, Brazil, May 18, 2017. REUTERS/Ueslei Marcelino TPX IMAGES OF THE DAY ORG XMIT: BRA101
O presidente Michel Temer discursa no Palácio do Planalto

PUBLICIDADE
No pedido de abertura de investigação feito ao STF (Supremo Tribunal Federal) sobre Michel Temer, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, vê indícios da existência de três crimes: obstrução de Justiça, corrupção passiva e organização criminosa no âmbito da delação premiada dos irmãos Batista, do grupo JBS.
"Importante registrar que um dos delitos em tese cometidos é o de corrupção passiva, o qual, como é sabido, pressupõe justamente o exercício de cargo, emprego ou função pública por parte do agente", disse Janot para justificar a necessidade de inquérito.
Os empresários Wesley e Joesley Batista entregaram aos procuradores uma gravação em que Temer dá aval a um pagamento para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e do doleiro Lúcio Funaro, informou reportagem do jornal "O Globo". Os dois já estavam presos pela Lava Jato.
São alvos da mesma investigação o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o deputado federal Rodrigo Loures (PMDB-PR), ambos afastados de seus cargos.
O presidente "[Temer negou nesta sexta-feira]":http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/05/1885715-temer-nega-que-tenha-cometido-crimes-e-recebido-valores-ilegais.shtml(19) que tenha cometido crimes ou que tenha recebido doações eleitorais não permitidas pela TSE (Tribunal Superior Eleitoral). 

0 comentários:

Postar um comentário