Com Falcão em quadra, Soromármore leva susto, mas fatura o título quarentão

18:20 |


Publicado em 13 de Maio de 2017 | 14:24
Escrito por Eduardo Gouvea





Sem dúvida o time do Soromármore / Boteco do Arnesto foi o mais estrelado dentre todos que disputaram o 58º Torneio Cruzeirão de Futsal. Contando com Falcão, que pela primeira vez disputa o torneio, e outros grandes jogadores do futsal brasileiro, fez nesta feira (12), a final da categoria quarentão no ginásio Gualberto Moreira em Sorocaba.

E quem esperava apenas uma exibição e uma grande goleada sobre o Luciano Tintas / Pike Gás se enganou. O valente time de Itapetininga vendeu caro a derrota por 4 a 2, chegou a estar duas vezes na frente e ganhou a torcida, que vibraram com seus gols e as grandes defesas o goleiro Cristiano, disparado o melhor da partida.

A partida começou com o Soromármore trocando passes no ataque e testando o goleiro adversário em chutes de longa distância, dando a impressão que faria o gol na hora que lhe fosse mais conveniente. No entanto o tempo passava e o gol não saía, mesmo com Falcão já em quadra. Isso foi dando confiança para o Pike Gás, que passou a ficar mais atrevido, tanto que Marcelo tentou dar um lençol em cima do jogador do Magnus, pra delírio do ginásio, que naquela altura já estava divido quanto à sua preferencia. O 12 do Soromármore não deixou barato e na primeira oportunidade que teve, deu troco com alguns dribles em cima do jogador que ousou a fazer contra ele uma jogada de efeito.

Drible vai, drible vem e nada do gol sair, até que aos 18 minutos, uma rara descida do Piké Gás, Eurides abriu o placar, para delírio das arquibancadas que naquela altura já havia escolhido seu time preferido. Para piorar a situação do Soromármore, Fábio parou um contra-ataque com falta por trás e foi expulso. E o placar foi assim para o intervalo.

No segundo tempo o semblante dos jogadores do Soromármore mudou. As jogadas mais bonitas vistas no primeiro tempo deram lugar a jogadas mais decididas e ai que apareceu a figura do goleiro Cristiano, um verdadeiro paredão á frente da meta do Pike Gás. Depois de muito insistir finalmente o time laranja venceu o arqueiro itapetiningano com um chute do goleiro Erick, que havia passado a avançar até a quadra de ataque.

O Pike Gás não baixou a cabeça e pouco depois voltou a ficar na frente aproveitando nova descida de Erick, Éder mandou para o gol vazio. O lance gerou muitas reclamações dos jogadores e do banco do Soromármore, que alegaram que a bola havia saído pela lateral antes do chute para o gol.

Atrás novamente no placar, Falcão foi para a função de goleiro-linha. A tática deu resultado e Paulinho Japonês empatou. A virada veio dos pés do próprio Falcão, em chute cruzado pelo alto, que não deu chances para Cristiano. Já nos segundos finais, quando o goleiro o Pike Gás jogava adiantado, Falcão pegou a sobra e do meio da quadra bateu de primeira por cobertura. O jogador estava tão certo do gol que nem olhou a trajetória da bola, ficando só na espera do grito da torcida para comemorar.

O final da premiação marcou um momento especial. Após receber o prêmio de defesa menos vazada, o goleiro Erick deu seu troféu para Cristiano, o qual considerou como verdadeiro merecedor. Uma final em que as duas equipes terminaram como vencedora.

0 comentários:

Postar um comentário