Suspeito de estuprar mulher em São Roque é espancado e diz que foi "confundido"

15:37 |



04/04/2017 17:32:35 - Atualizado em: 04/04/2017 18:47:58



AMPLIAR FOTO


AMPLIAR FOTO


AMPLIAR FOTO


AMPLIAR FOTO


O São Roque Notícias acompanhou na Delegacia de São Roque a transferência do preso suspeito de ter estuprado uma mulher de 46 anos em São Roque na noite desta segunda-feira, 03, em São João Velho na divisa com Itapevi.

A reportagem acompanhou quando o acusado, com o rosto todo machucado, deixou ou plantão policial escoltado por policiais civis em uma viatura que seguiu direto para uma audiência de custódia em Sorocaba para em seguida ser levado para a Cadeia de Pilar do Sul.

Valmir Lucena Dantas, 42 anos, disse que foi confundido e que não cometeu o crime (veja o vídeo abaixo).

Populares bateram no acusado, entenda como tudo ocorreu

Era por volta das 17h00 quando a mulher caminhava próximo a uma linha férrea que cruza a Estrada Dos Romeiros em São João Velho na divisa com Itapevi.

No local, estrada de terra, há um túnel por onde passam veículos e pedestres.

A mulher foi abordada pelo suspeito que segurava uma faca. Ele a forçou a entrar em uma mata que fica próximo ao túnel.

No meio do mato ele ordenou que ela tirasse a roupa e se deitasse. Em seguida, a ameaçando com a faca, ele a estuprou.

No local ela permaneceu em seu poder por cerca de uma hora quando em um determinado momento de distração dele, a mulher conseguiu escapar.

Ela correu até chegar na rua perto de sua casa na Rua João Mateus de Barros por volta das 18h00 onde há várias moradias. Chorando muito e totalmente chocada, moradores que estavam na rua a acolheram.

Em seguida, ela disse que "ele estava vindo", estava seguindo ela. De repente, o homem apareceu na rua e a mulher começou a gritar de medo. Os moradores rapidamente agarram o suspeito e começaram a questioná-lo.

Chorando e nervosa, ela confirmou ser ele o estuprador. Os populares abriram a mochila que ele levava e dentro havia uma faca e uma touca ninja preta.

Nesse momento, ele tentou deixar o local e novamente foi agarrado e espancado. O homem levou diversos chutes e socos. Durante a confusão ele caiu sobre o portão de uma residência que acabou quebrando.

A Polícia Militar foi chamada e quando a equipe chegou ao local ele estava caído na rua e foi preso.

Antes de ser levado ao plantão policial, o homem foi levado até a Santa Casa de São Roque.

Na delegacia, o boletim de ocorrência de estupro foi registrado e o homem, segundo os policiais preferiu não se pronunciar.

Ele foi levado a uma cela da carceragem separada da Unidade de Transferência de São Roque para aguardar a remoção na manhã desta terça-feira para a Cadeia de Pilar do Sul, local que que abriga presos suspeitos de crimes sexuais.

Homem tinha lista com número de possíveis ataques

Quando foi preso, o homem carregava na bolsa uma faca e uma touca preta.

Também havia com ele uma folha de caderno com anotações em caneta azul descrevendo itens para serem usados durante a prática sexual, como espermicida e lubrificante, fazendo referência a ducha “sexual ou higiênica”. “tubo de Precaptin, espermicida” “geleia lubrificante e esterilizante” “anestésico nupercainal”.

“Anestésico, jogar algumas gotas na glande de 4 a 5 minutos antes da copula; 4 ampolas de luminal de sódio de 10 miligramas (anestésico) leva de 15 a 20 minutos para fazer efeito. Fazer um torniquete no braço com um lenço e injetar a ampola, tirar o ar de dentro da seringa e da agulha. Ducha vaginal, um tubo de tranquilizante nembutal”.

Também havia na anotação, a referência de possíveis outros cinco locais que ele teria comedido abuso, sendo;

São João Velho II
São João Novo I
Amador Bueno III
Itapevi III
Divisa I

Segundo a Polícia Civil, essas anotações podem sugerir uma contagem que o suspeito fazia.

Havia também anotações de alguns horários, como por exemplo, ¨14:10 gostosa¨.

A faca, a touca e a folha de caderno foram apreendidas e passarão por perícia.

Segundo a polícia, o homem já tinha duas passagens pelo mesmo crime.

A mulher que sofreu o abuso foi atendida na Santa Casa de São Roque e deve passar por exames no Instituto Médico Legal (IML) em Sorocaba.

Ela está muito chocada e abalada com o ocorrido.

Veja abaixo o momento da transferência do acusado na saída da Delegacia de São Roque
São Roque Notícias
 


Fonte: da Redação


São Roque Notícias

0 comentários:

Postar um comentário