Mário Motta: reprovação é a principal causa da evasão no ensino médio

12:16 |

22/04/2017 | 08h23Atualizada em 22/04/2017 | 08h23




Levantamento mostra que 62% dos jovens brasileiros que largaram os estudos têm de 15 a 17 anos 






A reprovação durante o ensino médio é apontada como uma das principais causas para a evasão de alunos das escolas em todo o país, principalmente entre 15 a 17 anos. De acordo com levantamento divulgado recentemente pela organização não governamental (ONG) Todos Pela Educação, 62% dos jovens brasileiros que largaram os estudos estão justamente nessa faixa de idade. São, aproximadamente, 1,5 milhão de adolescentes fora das escolas. 
Para o especialista Fabio Silva, coordenador pedagógico do Ético Sistema de Ensino: "No momento em que o estudante está mais próximo de decidir sobre o que pretende para sua vida, o processo é simplesmente interrompido. E, infelizmente, são raros os casos em que são retomados. São poucos os desistentes que regressam aos bancos escolares e concluem o ensino médio".
Algumas escolas já optam pelo método de progressão continuada para tentar reverter esse quadro. Mas, embora se mostre eficiente em países como Japão, Suécia e Noruega, aqui ainda encontra resistência. É o que aponta uma pesquisa de 2014 realizada com mais de 2 mil professores, encomendada pelo Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp). 
Para cada 10 professores, seis são contra a progressão continuada. A pesquisa revela ainda que apenas 58,5% dos nossos estudantes de até 19 anos concluem o ensino médio. Precisamos encontrar saída para esse grave problema de nossa educação.

0 comentários:

Postar um comentário