Laudos descartam febre amarela em mortes de macacos em São Roque

12:41 |








A Prefeitura de São Roque informou nesta quarta-feira (29), que dos oito macacos encontrados mortos na cidade, sete tiveram os resultados dos exames necrológicos negativos para febre amarela. Os exames foram realizados pelo Instituto Adolfo Lutz.
Do total de primatas analisados, apenas um foi diagnosticado como positivo para a doença, no bairro do Caetê. Por medida preventiva, foi realizado nos dias 18 e 19 de fevereiro uma grande ação de imunização na área onde o primata foi encontrado. No total mais de 13.000 pessoas foram vacinadas.
A chefe da Divisão municipal de Saúde, Daniela Dias Groke, orienta que qualquer pessoa que encontrar macacos mortos deve acionar o Serviço de Zoonoses, para que a retirada do material seja feita adequadamente. “É de vital importância que todo primata encontrado sem vida seja avaliado, a causa da morte precisa ser investigada”, conta.
Daniela frisa que os primatas não são culpados pela proliferação da febre amarela. “O macaco é mais uma vítima da febre amarela, é responsável por nos mostrar a existência da doença. Ele é como uma sentinela, a morte deles ocorre antes dos casos chegarem aos humanos”, explica.
Vacinação
De acordo com a Vigilância Epidemiológica municipal, a vacinação é somente indicada para pessoas que vão viajar para áreas consideradas de risco. Para ser imunizado, o interessado deve procurar um dos postos de saúde da cidade.
Além dos documentos pessoais, é preciso apresentar o cartão de vacina. É importante levar algum comprovante de viagem. Para orientações o cidadão pode entrar em contato com a Vigilância Epidemiológica, pelo telefone (11) 4784-9814 ou 4784-4963.
Mesmo sem integrar a lista de cidades com recomendação de vacina do Ministério da Saúde, São Roque já imunizou mais de 18.200 pessoas contra a febre amarela neste ano. Segundo o Departamento Municipal de Saúde, a cidade não registra nenhum caso de febre amarela humana.

0 comentários:

Postar um comentário