Ex-prefeito de Mairinque Binho Merguizo é citado na Operação Lava Jato

11:48 |

12/04/2017 às 14h32min - Atualizada em 12/04/2017 às 14h32min



Binho será um dos investigados em 76 inquéritos abertos contra políticos e autoridades com base nas delações de ex-executivos da Odebrecht



Da Redaç
O ex-prefeito de Mairinque, Rubens Merguizo Filho (PMDB), o Binho Merguizo, foi um dos políticos citados na Operação Lava Jato nesta terça-feira (11) em lista divulgada pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava jato no Supremo Tribunal Federal (STF).
Binho será um dos investigados em 76 inquéritos abertos contra políticos e autoridades com base nas delações de ex-executivos da Odebrecht. Fachin autorizou a abertura de inquéritos no último dia 4 de março, mas desde então os processos permaneciam em sigilo, porém o jornal O Estado de S. Paulo informou que o ministro autorizou a abertura de inquéritos e retirado os sigilos de 83 pedidos de investigação de políticos enviados ao Supremo pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
Segundo a Delação de dois funcionários da Odebrech, Binho teria recebido R$ 300 mil reais para sua campanha eleitoral em 2012 que não foram registrados no TSE, crime caracterizado como o conhecido “caixa 2”. Por não terem o foro privilegiado (que oferece o direito de serem processados no STF), diversos outros políticos, tiveram pedidos de investigação enviados a outros tribunais, e no caso de Binho as investigações serão feitas pela Justiça Federal de Sorocaba.
Em depoimento dado ao jornal TEM Notícias, Binho afirmou que as acusações feitas contra ele são mentirosas e o dinheiro utilizado em sua campanha foi proveniente do seu partido o PMDB.

0 comentários:

Postar um comentário