Caso Thifanny Vargem Grande Paulista: Prisão temporária do suspeito é prorrogada por mais 30 dias

17:19 |




sexta-feira, 21 de abril de 2017



O jardineiro João Santos, principal suspeito de matar a jovem Thifanny Lina de 17 anos em Vargem Grande Paulista, continua preso temporariamente. A justiça decretou a prorrogação da prisão temporária por mais trinta dias.

Até o momento ele é o principal suspeito da morte da garota. Recentemente a polícia encontrou roupas com sangue na casa do roceiro e encaminhou para novo laudo pericial.

No total foram pedidos pela polícia mais de 10 laudos periciais. O roceiro continua preso na delegacia de Cotia, cidade vizinha a Vargem Grande Paulista, porém ainda não há provas concretas contra ele.

Se nenhuma prova concreta for apresentada, o jardineiro pode sair da prisão a qualquer momento.
Jairo Rodrigues- Jornalista
© Portal TVR 2010-2017. Todos os direitos reservados

0 comentários:

Postar um comentário