Jovem arromba casa, mata duas pessoas e devora carne da cabeça de uma vítima

21:34 |

Bizarro

04/03/2017



Foto: Reprodução/Polícia Condado de Martin
Harrouff jantou com seus pais em um restaurante em Jupiter, na Flórida, no dia 14 de agosto e, logo depois, seguiu em direção à casa das vítimas
Austin Harrouff, de 19 anos, era um estudante popular na Universidade do Estado da Flórida, nos Estados Unidos. Mas, em agosto do ano passado, chocou não só seus colegas como também todo o país depois de matar um casal a facadas e comer a carne da cabeça de uma das vítimas.

O canibal não foi preso imediatamente porque teve de ser internado em um hospital após seus órgãos começarem a falhar por ter ingerido alguns produtos químicos na garagem da casa.

Segundo o tabloide “Daily Mail”, Harrouff jantou com seus pais em um restaurante em Jupiter, na Flórida, no dia 14 de agosto e, logo depois, seguiu em direção à casa de seu pai, mas acabou parando no meio do caminho e arrombando a residência de John Stevens, de 59 anos, e Michelle Mishcon, de 53 anos. Após ser confrontado pelo casal, ele os esfaqueou com uma tesoura e uma faca, ainda cometendo um ato canibal .

Veja também 

Quando a polícia chegou ao local, encontrou o assassino passando mal por ter ingerido produtos químicos e o encaminhou para um hospital. Mas, enquanto estava internado, o jovem respondeu a um interrogatório da polícia e confessou ter realizado os assassinatos. Além disso, os policiais afirmam ter encontrado um pedaço de carne na sua boca, logo depois de detê-lo. Nas imagens do crime brutal é possível ver que Harrouff morde e mastiga pedaços do rosto de John Stevens.

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no Facebook e no Twitter.

Não foi revelada a motivação do crime.

A história já poderia ser chocante até aqui, mas ainda teve mais: ainda encamado, o criminoso decidiu dar uma entrevista ao talk show local chamado “Dr. Phil”, contando o que fez em rede nacional. O filho das vítimas, que também chama John Stevens, culpou a polícia pela entrevista, defendendo que a prisão do assassino de seus pais deveria ter acontecido imediatamente. “Ele pensaria duas vezes em dar uma entrevista ao vivo se estivesse no presídio”, defendeu.


Vítimas do canibal estavam em casa e foram
mortas a facadas (Foto: Reprodução / Facebook)

Stevens também disse que a entrevista com Harouff e outra realizada com seu pai, no mesmo programa, é uma tentativa de criar empatia nas pessoas pela situação de um homem que matou duas pessoas inocentes.

O xerife William Snyder, porém, negou que seu departamento do condado de Martin teve participação nisso. Além disso, afirmou ter ficado surpreso com a decisão do canibal de falar ao vivo. O criminoso está detido no Condado de Martin por duas acusações de assassinato com uma arma, tentativa de assassinato e assalto de domicílio.

Último Segundo / iG


0 comentários:

Postar um comentário