Centro Pop de Cotia ajuda pessoas em situação de rua a resgatar cidadania

10:06 |


Por  em março 20, 2017


O Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro Pop) de Cotia, unidade pública da assistência social, tem ajudado dezenas de pessoas a resgatar sua cidadania por meio de suas ações.
Além dos serviços básicos oferecidos no espaço – alimentação, banho e lavagem de roupas –, desenvolve trabalhos sociais direcionados ao fortalecimento de vínculos pessoais e/ou familiares, resgate da cidadania, reinserção social por meio de atividades em grupo, auxílio na emissão de documentos, encaminhamento para a Frente de Trabalho (programa assistencial de trabalho para munícipes de baixa renda) e outros programas da rede municipal.
Rafael Antonio da Silva, 38 anos, frequenta o Centro Pop há quatro meses e virou exemplo para outras pessoas atendidas. Na primeira vez em que foi atendido, em julho de 2016, tentou voltar para a cidade em que vivia, Itapevi, mas preferiu permanecer em Cotia porque foi direcionado para tratamento contra o uso de álcool e drogas.
“O povo de Cotia é muito acolhedor. A prefeitura dá mais assistência, aqui eu encontrei ajuda de verdade. Já consegui tirar alguns documentos e também me encaminharam para o CAPS AD, onde faço tratamento. Graças a tudo isso e a Deus estou firme na luta para me livrar dos meus vícios. Já estou há três meses sem usar nada.”, assegura Rafael.
centro-pop400O Centro de Atenção Psicossocial de Álcool e Drogas (CAPS AD) é um serviço oferecido pela Secretaria da saúde a pessoas vítimas do uso de álcool e entorpecentes. Os atendidos recebem ainda acompanhamento psicológico, assistência social e psiquiátrica e participam de atividades em grupos.
Embora tenha família (são 11 irmãos), Rafael está em situação de rua há quase 6 anos. A morte da mãe e em seguida a do pai, conta, o desestabilizou psicologicamente, o que resultou na perda do emprego envolvimento com as drogas. “Morar na rua foi consequência. Minha vida virou uma bagunça. Não ouvia mais ninguém e me entreguei ao vício. Mas com o apoio que tenho aqui e com a minha força de vontade de mudar, pensei no meu futuro e decidi seguir em frente.”
A situação de Rafael não difere da de outros casos, porém o resultado é um dos melhores. “Muitos chegam aqui apenas para comer e tomar banho, não desejando nenhum outro tipo de acompanhamento. Estamos aqui para auxiliá-los e dar essa assistência básica, mas o que queremos é ajuda-los a  retomar  suas vidas”, disse Jussara Cianelli, psicóloga do Centro Pop.
A equipe do Centro Pop atende entre 12 e 15 pessoas por dia. De segunda a quinta-feira é feita a abordagem social, em que os profissionais saem às ruas na chamada “busca ativa” para conversar com a população em situação de rua, orientar sobre o serviço, e convidá-la a fazer parte do programa.
Serviço – O Centro Pop fica na Rua Monsenhor Ladeira, 43, Vila São Francisco de Assis. Outras informações pelo telefone 4616-3632.
Redação

0 comentários:

Postar um comentário