Mãe de bebê espancada em Mairinque irá responder por tentativa de homicídio

16:38 |


17/01/2017 às 11h43min - Atualizada em 17/01/2017 às 11h43min


Da Redação: Rafael Barbosa - Foto: Reprodução / Internet
A mãe da bebê Nicole, de apenas cinco meses, que foi agredida pelo próprio pai em Mairinque no último sábado (14), foi indiciada por tentativa de homicídio e omissão de socorro.
A mulher de 23 anos, que trabalha como ajudante de cozinha, prestou depoimento sobre o caso por cerca de duas horas na Delegacia de Mairinque e, segundo as autoridades, teria entrado em contradição várias vezes. Segundo a Polícia Civil existe a suspeita de que não seja a primeira vez que a criança sofre abusos, pois Nicole já teria sido levada ao hospital em outra ocasião com lesões no corpo e assim, as autoridades suspeitam que a mãe tenha acobertado o pai sobre os atos de violência contra o bebê.
Deste modo a Delegada encarregada do caso, Fernanda Ueda, indiciou a mãe da criança e embora a mulher deva responder em liberdade, ela perde a guarda da criança, que continua internada em estado grave, mas estável no Hospital Regional de Sorocaba. Representantes do Conselho Tutelar de Mairinque também prestaram depoimento às autoridades e devem fazer o acolhimento da criança e entrar em contato com parentes para saber quem ficará com a guarda do bebê.
O pai continua preso na Penitenciária de Capela do Alto e responde por tentativa de homicídio.

Relembre o caso

A criança deu entrada no setor de emergência do Hospital Regional de Sorocaba no sábado (14) com afundamento no crânio e várias fraturas nas costelas, braços e pernas. Segundo os pais, os ferimentos haviam sido causados após a o bebê ter caído do colchão, entretanto, devido as natureza e gravidade das lesões, os médicos desconfiaram da situação e notificaram as Polícia Militar sobre um possível caso de agressão. Após ser procurado pelas autoridades, o pai da criança teria confessado o crime e afirmou que ficou irritado com o choro da criança e a teria agredido com um soco e chacoalhões. Diante dos fatos, o homem foi preso.

0 comentários:

Postar um comentário