Grafiteiro lava muro e frase apagada pela Prefeitura reaparece

13:43 |

Episódio ocorre na semana em que o prefeito João Doria (PSDB) deu início à limpeza de pichações e grafite




O grafiteiro Mundano lavou com água e escovão um muro no Largo da Batata, na Zona Oeste, na madrugada desta sexta (20), que havia sido coberto por tinta branca pela Prefeitura de São Paulo. Esta foi a terceira vez que a Prefeitura tentou encobrir a frase que ele havia escrito: “Não dê vexame, São Paulo não é Miami.”
O episódio ocorre na semana em que o prefeito João Doria (PSDB) deu início à limpeza de pichações e grafite.
Na manhã desta quinta (19), o artista foi ao local para lavar o muro com água e a pichação reapareceu. Ironizando o programa Cidade Linda, ação do tucano para “embelezar” a cidade, o artista escreveu em uma rede social: “Depois da minha arte sair na mídia, o #CidadeLinda apagou, mas parece que já acabou o estoque de tinta cinza. Me engajei no programa #CidadeLinda e fui remover sua maquiagem e assim revelar sua beleza de verdade.” A lavagem do muro foi registrada em vídeo.
Veja também
No mesmo dia, a gestão limpou o muro. De madrugada, o grafiteiro voltou ao local e, novamente, passou água e escovão. O artista publicou um breve vídeo na madrugada desta sexta com a legenda: “E a prefeitura insiste que cidade linda é cidade calada e pálida! A censura é o maior dos elogios e o nosso maior desafio… #limpeioutravez #mundanotrabalhador”.
Em nota, a Prefeitura afirmou que o trabalho de cobertura dos desenhos foi interrompido por conta das chuvas e “está apenas no início”.
Leia na íntegra:
“A pintura no muro pichado no Largo da Batata faz parte do trabalho de zeladoria da Prefeitura Regional Pinheiros. A cobertura completa exige várias demãos de tinta, e o trabalho citado está apenas no início. Foi dada a primeira demão, e a continuidade do serviço, por conta da chuva intermitente, acontecerá nos próximos dias, assim que as condições meteorológicas permitirem.”

0 comentários:

Postar um comentário