Direitos Humanos e inclusão vão ser os temas para a premiação

14:45 |




    • Segunda-feira, 09 de janeiro de 2017, 17h00
    A Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi), do Ministério da Educação, anunciou os critérios e condições para a concessão da medalha Paulo Freire, que valoriza as experiências educacionais relevantes de alfabetização e educação de jovens e adultos no Brasil. A edição deste ano terá como eixo Educação: Direitos Humanos, Diversidade, Inclusão e Cidadania. As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas de 1º de fevereiro a 15 de março, pela internet. A divulgação do resultado está prevista para agosto.
    Podem concorrer projetos de todo o Brasil, desenvolvidos em 2017, em duas categorias: pessoas jurídicas, com projetos vinculados às secretarias de educação, universidades, movimentos sociais, Sistema S e outras organizações não governamentais; pessoas físicas, com trabalhos desenvolvidos por personalidades que contribuam com ações para a redução do analfabetismo e para a melhoria da educação de jovens e adultos no país.
    A Medalha Paulo Freire é concedida anualmente e tem caráter exclusivamente cultural e educacional, sem nenhum tipo de sorteio ou pagamento, tampouco é vinculada à aquisição ou ao uso de qualquer bem, direito ou serviço.
    Inscrições devem ser feitas pelo portal Medalha Paulo Freire
    Assessoria de Comunicação Social

    0 comentários:

    Postar um comentário